Anúncio


Suspeitos são presos com drogas e submetralhadora é achada em imóvel


Em duas ações diferentes da Polícia Militar na noite de sábado (28), suspeitos foram presos e drogas foram encontradas. Além disso, uma submetralhadora foi apreendida pela polícia. As informações são da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Em um dos casos, três suspeitos foram presos na noite de sábado durante blitz de rotina de combate a roubos a ônibus na BR-324, da Operação Gêmeos da Polícia Militar.

De acordo com a SSP, os policiais faziam rondas na região da Brasilgás quando decidiram abordar um homem em um ponto de ônibus. Após conversa, ele informou aos PMs que aguardava drogas que seriam entregues por uma dupla. As guarnições montaram uma campana e surpreenderam os dois homens em um carro.

No veículo, a dupla transportava cocaína, que não teve a quantidade exata informada, e contaram que buscariam mais entorpecentes em um imóvel no bairro de Pau da Lima, em Salvador.

Os militares seguiram em diligência até o "Beco do Mijo", no bairro, e localizaram uma submetralhadora, carregador, munições, 1 kg de maconha prensada, 98 trouxas da mesma erva embaladas, 100 pedras de crack, 11 celulares e R$ 1.240 em espécie.

O caso foi registrado no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Maconha apreendida


No outra ação da PM, ainda na noite de sábado, policiais da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Paripe) apreenderam 137 quilos de maconha, no bairro Fazenda Coutos III.

A droga foi achada depois que Matheus Campos dos Santos, conhecido como Piupiu, de 21 anos, foi flagrado com 13 buchas da droga e apontar o local de compra. O jovem foi preso.

Segundo o subcomandante da 19ª, capitão PM Milton Seixas, as equipes estavam em rondas quando abordaram Piupiu. A droga que estava com Matheus foi comprada na mão de um homem identificado como Valdinei Machado dos Santos, conhecido como Marzinho.

Quando a guarnição chegou no local, Valdinei já tinha fugido, mas deixou na residência todos os entorpecentes avaliados em R$500 mil. A ocorrência foi registrada no Draco.

Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários