Anúncio


Garota de 13 anos mata irmã grávida e arranca bebê de barriga para dar golpe


Um crime bárbaro chocou Porto Velho, em Rondônia. Uma grávida de 23 anos foi assassinada pela própria irmã, uma adolescente de 13, com ajuda de um comparsa de 15. A intenção dos dois era entregar o bebê que a vítima esperava para a mãe do garoto, que simulava uma gestação. O filho de 7 anos da grávida também foi morto. Os dois menores foram apreendidos nesta terça-feira (22) pelo crime, segundo o G1 Rondônia.

O corpo de Fabiane Pires Batista, gestante de oito meses, foi achado pelo pai na tarde da segunda-feira (21). Na véspera, o corpo do filho, Gustavo Henrique Pires Maciel, foi achado em um lago no mesmo loteamento. O bebê que Fabiana esperava foi retirado da barriga dela a facadas. 

Segundo a Polícia Civil, o bebê foi levado pelo adolescente para casa. Hoje, investigadores foram até o local e resgataram o recém-nascido, que agora está internado no Hospital de Base em observação médica. De acordo com a Secretaria de Saúde (Sesau), o menino tem 1,8 kg e está bem, em observação no Centro Obstétrico, com acompanhamento pela equipe especializada. Ele foi levado para a unidade por uma equipe do Conselho Tutelar e da Polícia Militar, ainda de acordo com a publicação.

A delegada Leisaloma Carvalho deu uma coletiva e afirmou que as investigações continuam, pois o caso é complexo. Segundo ela, os dois adolescentes confessaram o crime, mas caíram em contradição entre si ao detalhar o caso. 

De acordo com Leisaloma, o pequeno Gustavo foi morto pela própria tia por ter presenciado a morte da mãe. "Quando a Fabiana foi até o local, atraída, a irmã já começou a agredi-la com uma barra de ferro. Desferiu algumas facadas e depois foi retirar a criança. Ele disse que ela estava viva ainda. A criança encontrada morta no lago presenciou tudo e o próprio adolescente fala que a irmã matou o sobrinho após jogá-lo no lago e arremessar pedras para que ele não saísse da água", diz. O menino não sabia nadar.

"Os dois já tinham levado para o local todos os objetos usados no crime uma barra de ferro e uma faca usada para tirar a criança da barriga da vítima", acrescenta a delegada. 

Além dos dois, a mãe do garoto de 15 anos também é considerada suspeita no caso.

Gravidez fingida

A garota de 13 anos afirmou à polícia que quis matar a irmã por ser maltratada dentro de casa. "A gente já apurou que ela tinha dentro de casa um comportamento um pouco trabalhoso. Ela saía pra beber, fugia da escola, e a irmã procurava por ela, chamava atenção e ela não gostava disso", diz. A menina também afirmou que o marido de Fabiana abusava dela, o que ainda será investigado pela polícia.

A delegada diz que a menina conta tudo que aconteceu com frieza e não demonstra arrependimento pela morte da irmã e do sobrinho.

Já o adolescente contou que a intenção do crime era roubar a criança que Fabiana esperava. "Sabendo que ela estava com 8 meses de gestação, ele queria a criança, pois a mãe dele estava namorando um garimpeiro e ela queria 'sair da pobreza' dizendo pra ele que estava grávida. Ela estava simulando uma gravidez e ia aparecer com essa criança. Ele diz que a mãe não participou do ato executório em si, mas que ele foi lá e que ele inclusive ajudou a cortar a barriga da vítima pra retirar a criança", diz a delegada, afirmando que a mãe dele sabia de tudo. "Se for comprovado, que a mãe do adolescente também tem envolvimento, nós vamos pedir a prisão preventiva dela".

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Porto Velho. 

Fonte: Correio 24h

Postar um comentário

0 Comentários