Internautas comparam preços e denunciam fraudes na Black Friday

Consumidores usaram a hashtag #blackfraude para fazer reclamações e mostrar indignação



Internautas comparam preços antes do dia de hoje, 29, e agora, em plena Black Friday, denunciam fraudes em diversos produtos de grandes redes varejistas do Brasil.

Segundo o Reclame Aqui, a edição de 2019, mesmo antes de acabar o dia de ofertas, já opera com um índice de reclamações 59% superior ao visto no ano passado. Propaganda enganosa lidera como principal motivo, seguido por problemas na finalização da compra, atraso na entrega (de promoções antecipadas), divergência de valores e estorno do valor pago.

As unidades estaduais do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) operam recebendo denúncias e fiscalizando lojas. Para realizar uma reclamação sobre Black Friday, clique aqui.

As propagandas enganosas na Black Friday não são uma novidade no país. A ação, conhecida como “black fraude”, se dá quando um lojista oferece uma promoção inexistente, pois não houve queda no preço ou pior, quando oferta a “metade do dobro” do valor do produto.

Segundo usuários do Twitter em diferentes lojas na hora de fazer as compras, os preços foram absurdamente inflados na data do evento, outros ficam ainda mais caros que o normal.

Fonte: Catraca Livre

Postar um comentário

0 Comentários