Evangélicos são vítimas de intolerância religiosa em Jacobina


Membros da igreja Assembleia de Deus foram vítimas de intolerância religiosa na noite desta terça-feira, 17, na Praça Joaquim Valois, no bairro do Leader, em Jacobina.

Segundo relataram os evangélicos, uma mulher chegou na praça com um estilete e passou a cortar as lonas e placa de sinalização da Tenda Cultural, montada pela igreja para realizar cultos religiosos. A tenda é um projeto itinerante que tem circulado por vários bairros da cidade.

Ainda conforme os fiéis, durante a ação, a mulher proferia xingamentos aos religiosos que estavam no local, denegrindo a imagem da igreja e dos membros.

Vale lembrar que a intolerância religiosa, além das ofensas e agressões verbais proferidas, é crime e o autor pode ser preso. Qualquer denúncia pode ser informada através do Disque 100. 

Com informações do Augusto Urgente

Postar um comentário

0 Comentários